RSS

Slide

Your pictures and fotos in a slideshow on MySpace, eBay, Facebook or your website!view all pictures of this slideshow

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Poesia

Super Nova

Uma estrela quando morre
Morre tão devagar
Que não se lembra sequer
Que chegou a brilhar

Mas nem todas as estrelas
Morrem da mesma maneira
Há quem antes de morrer
Brilhe a vida inteira

Jorge Sousa Braga

6 comentários:

Patty disse...

Que lindo poema.
Tu vais ser a minha estrela que brilhará a vida inteira.
Bjocas
Patty

Olga disse...

Parabéns pela escolha do teu poema. Adorei-o! Beijocas doces.

Brown Eyes disse...

Como diz a Patty a tua estrela irá brilhar a vida inteira. A imagem de uma menina bonita nunca deixa de brilhar. Beijinhos

Olga disse...

Tu és mesmo a minha estrela brilhante que me ilumina, me alegra e me deixa tão feliz quando entras pela porta e me dás aquele teu abraço tão doce que eu me derreto toda por dentro. Obrigada por existires na vida da tia. Adoro-te.

Brown Eyes disse...

Olga a Jenny é tua sobrinha? Sério mesmo? Que família linda aqui vai, que grandes estrelas!!! Prazer em vos conhecer. Mais uma coisa boa para apontar. Beijinho grande para vocês

Olga disse...

Olá querida Mary, sim esta flor de cerejeira é minha sobrinha, é uma verdadeira ternura e empenhada em tudo o que faz. Depois tenho a outra sakura mais velha que é a Patty, a minha querida mana, sempre presente nos bons e maus momentos. Ainda tenho mais 3 blogueiros o Rui (RS Estrada Fora que é o meu cunhado), e os meus dois filhotes que são tudo para mim (Petty e o Ricky). Eu só ando por aqui por culpa da minha mana que me convenceu a fazer o blogue, para partilhar com os outros, certos e determinados assuntos. E nós é que temos mesmo muito prazer em te conhecer neste mundo virtual, porque és única. Beijinhos grandes.